DisrupTur: nova etapa traz workshops e ações práticas para o turismo catarinense

Proposta é seguir com a metodologia da inovação

0
3

Depois de mais de 115 horas de cocriação em ambiente virtual, que envolveram mais de mil pessoas e geraram 286 ações inovadoras, o DisrupTur começou a segunda etapa durante esta semana. Os primeiros encontros desta nova fase reuniram representantes das 13 regiões turísticas de Santa Catarina, que elegeram as soluções que serão trabalhadas nos próximos meses.

A proposta é seguir com a metodologia de inovação, priorizando as ideias de maior relevância segundo a realidade de cada IGR. Durante o processo, o objetivo está no desenvolvimento de ferramentas e estratégias para colocar a solução em prática e, desta forma, contribuir com o crescimento do ecossistema turístico da região.

Metodologia de inovação

O DisrupTur continua em formato remoto, com encontros online pela plataforma Zoom e dinâmica de colaboração coletiva. Mas, ao mesmo tempo, apresenta mudanças na estrutura do projeto: com auxílio de mentores do Senac SC, cada instância participará de workshops de inovação, empreendedorismo, design de serviços e apresentação de pitch.

Ao final desta etapa, as IGRs estarão capacitadas para apresentar as propostas em um pitch com duração de cinco minutos. Após a submissão dos trabalhos aos jurados, as três melhores ideias serão colocadas em votação pública no portal do Observatório do Turismo – e receberão uma premiação especial.

“Este novo estágio do DisrupTur contempla novas ações referentes ao Turismo Catarinense em Movimento. A identificação dos problemas e cocriação na primeira etapa do projeto serviu como base sólida para priorizar soluções e desenvolver propostas assertivas para o fortalecimento do turismo em todo Estado”, acredita Renata Rubik, diretora de Inovação e Tecnologia do Senac SC.

Modelo de negócios para o turismo

Além disso, nesta etapa do DisrupTur cada instância terá a oportunidade de organizar as ideias inovadoras para a área do turismo no método Canvas. Este business model interativo irá auxiliar cada região turística a visualizar estratégicas, implantação de novas frentes e realizar planejamento de ações – especialmente neste período de retomada gradual das atividades pós-pandemia.

“Acreditamos no turismo como um dos principais segmentos propulsores do crescimento econômico, especialmente na pós-pandemia. Mas, para isso, é preciso investir no setor, nas entidades e nos principais players que compõem toda a cadeia produtiva do turismo”, ressaltou o diretor regional do Senac SC, Rudney Raulino. “O DisrupTur é um projeto estratégico que permite identificar oportunidades e colocar em prática soluções inovadoras e concretas para o desenvolvimento o turismo catarinense”, completou.

Sobre o DisrupTur

O DisrupTur foi pensado para atender às necessidades das Instâncias de Governança Regional do Turismo (IGRs) diante dos cenários complexos que se formaram devido à pandemia do novo coronavírus. O Senac SC, por meio do programa Turismo Catarinense em Movimento (TEM), elaborou este projeto com o objetivo de aproximar inovações disruptivas como solução para a atual crise econômica do turismo. O DisrupTur foi dividido em três fases:

1ª – identificar as oportunidades e gerar ideias

2ª – desenvolver o conceito e as soluções

3ª – implementação, testagem e validação das propostas

A utilização de recursos tecnológicos e metodologia de inovação permitiu aos participantes momentos de cocriação – que foram fundamentais para mapear as dores e problemas de cada uma das IGRs e analisar a viabilidade de ações para resolvê-los.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui